sexta-feira, janeiro 23, 2009

Luma e o carnaval. O carnaval e Luma.

Creio que, devidamente bem dosadas, futilidade e idiotice são mais do que inofensivas: são essenciais. Por isso, hoje, vou me dar ao direito de ser fútil e idiota ao ponto de comentar uma notícia que acabo de ver ao zapear pelos canais da minha TV (que não é a cabo): “Luma de Oliveira volta a desfilar na Marquês de Sapucaí!”

Ok, eu sei que os narizes todos (ou quase todos) se contorcem à mera citação do nome da figura. Mas, convenhamos: desfile de escola de samba sem a moiçola fica desfalcado... ah, isso fica – seja pelas premeditadas polêmicas que ela causa, seja, claro, pela beleza deslumbrante que ostenta aos 44 anos do segundo tempo de vida (isso para os que acham que a faixa dos 40 representa metade da existência).

Se carnaval é espetáculo, que pelo menos tenha todos os ingredientes de uma super-produção. E Luma de Oliveira, sozinha, é uma super produção – em todos os sentidos (nos bons e nos ruins). Às favas com as possíveis plásticas que ela tenha feito ou com as muitas horas de malhação a que ela diariamente se dedica. Luma é gostosa e ponto. É santa com ares de diaba e diaba com cara de santa.

Cada passo que Luma dá arrebata corações, acelera fluxos sanguíneos (que saudades do trema) e dá asas à imaginação. É invejada e desejada. Mulher do cão. Tentação dos inferno (sem “s”, como se diz na minha terra). Há uma Luma de Oliveira dentro de cada mulher, mas só algumas conseguem encontrá-la. Se você, que me lê agora, é mulher, deve saber do que estou falando. Se é homem, sabe mais ainda!

Mas o mais interessante de seu rebolante retorno à avenida talvez seja o fato de que, dessa vez, a formosura sairá na Portela, a minha escola do coração, e que há tantos anos amarga resultados pífios. Nada menos que campeã 21 vezes do carnaval, a Portela talvez estivesse aguardando um momento especial para dar a volta por cima e, quem sabe, sair do atraso que já dura mais de duas décadas. Então, Luma, seja bem-vinda, e que as suas formas inspirem os jurados a atribuir nota 10 à escola da águia cansada de guerra.

2 comentários:

Viviane disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Wagner Vasconcelos disse...

Huuummmm... Isso também é verdade!