terça-feira, março 08, 2005

Você chora no cinema?

Eu, infelizmente, não choro em cinema. "Infelizmente" porque acho muito bonito quem se deixa levar pelo enredo, se entrega à emoção e deixa rolarem as lágrimas mesmo estando rodeado de desconhecidos. Mas, antes que me chamem de insensível, vou logo advertindo que me emociono, sim. O que não consigo (ou não deixo) é que a emoção se transforme em choro. Mas isso é por pura timidez. Nada mais.
Só chorei assistindo a um filme uma única vez. "A Cor Púrpura", de Spilberg, foi o autor da façanha, mais exatamente na hora em que a então jovem personagem de Woopy Goldberg é separada à força de sua irmã. Aos prantos, as duas se despedem batendo as palmas das mãos, naquelas brincadeiras que as meninas adoram fazer. Rapaz, aquilo foi de arrepiar.
Já assistiram ao filme Menina de Ouro? Aquele mesmo, que arrebatou o Oscar de melhor filme — e que distribuiu mais três estatuetas: melhor ator coadjuvante (Morgan Freeman); melhor atriz (Hillary Swank), e melhor direção (Clint Eastwood) — ?
Se não assistiram, assistam. Se gostam de chorar no cinema, então, terão um programa imperdível.
Assitimos no domingo. Eu não chorei. Mas que tive vontade, ah, tive. Suspeito que todos os que estavam no cinema tiveram a mesma vontade que eu. Aliás, eles não ficaram só na vontade. Mandaram ver no chororô. Era um tal de funga-funga que não parava mais.
A Vivi e a mãe dela, por exemplo, não se seguraram. Saíram da sala com os olhos e os narizes vermelhos. Só não choraram mais do que na segunda-feira, quando se despediram no aeroporto, na volta da minha sogra pro Rio.
Que tal fazermos uma enquete? Vamos lá. Desenferrugem os dedos e digam aqui, nos comments, qual ou quais os filmes que te levaram às lágrimas, as cenas e razões. Vamos nessa, chorões e choronas que me lêem. Vale tudo, até filme dos Trapalhões, do Zé do Caixão, dos Três Patetas. Só não precisamos apelar é pra Xuxa ou Eliana, né? Aí, já é demais!!
Aguardo as respostas!

13 comentários:

Celia disse...

Uma carta de amor, linnnndo! Chorei com a cena em que o ator principal morre, quase no final do filme. Bjs Celia

Anônimo disse...

Uma carta de amor, linnnndo! Chorei com a cena em que o ator principal morre, quase no final do filme. Bjs Celia

Anônimo disse...

Não posso listar todos os filmes que chorei (iria faltar espaço...rs..), mas dos últimos, com certeza, Mar Adentro foi o mais emocionante, no outro dia ainda estava com os olhos vermelhos... Beijinhos, Jane

Anônimo disse...

Minha estréia no chororô foi no E.T., quando o coração dele acende e ele ressucita. A partir daí... tudo é motivo! Novela, comercial de margarina, chegada de Papai Noel em shopping... Recentemente: Mar Adentro, quando o personagem principal faz sua primeira viagem imaginária; Menina de Ouro - no final (não vou contar, pra não estragar o filme pra quem não viu), Em busca da Terra do Nunca - em todos os momentos do filme, eu chorei ininterruptamente, e por último, Machuca - um filme chileno que trata da amizade duas crianças com origens sociais opostas. Choreeeei... que as pessoas me olharam estranho quando fui lavar o rosto no banheiro.
Eu sou campeã, e sem vergonha alguma.
Ana Laura

Anônimo disse...

Cara, já chorei em vários... Mas acho que um dos que mais me emocionou foi um bem antigo: "O Campeão". Dos recentes, "Mar Adentro" também é de lascar! Assim como vc, também fico com vergonha, mas não consigo me segurar! Um abraço, Jesuan

Anônimo disse...

Ai, vocês acreditam que chorei até mesmo em "Uma Linda Mulher"? Sou uma chorona de marca maior e não seguro mesmo as emoções. Também assisti Menina de Ouro e quase morri de tanto chorar.
Beijos a todos
Katarina Bittencourt

Anônimo disse...

Meu irmão, leio esse teu blog (um amigo me indicou), mas nunca tinha comentado. Agora, como vc convocou as pessoas a falarem me senti na obrigação de deixar um recado. Sobre chorar em filmes... olha tem um muito velho, mas que não sei o nome. É a história de um rapaz que sofre de uma doença que o deixou com o rosto desfigurado. Mas ele é muito inteligente, se destaca na escola e é querido por todos. Mesmo sendo feio, consegue até uma namorada (só que ela é cega). Bem, no fim ele morre por causa da doença. Assisti esse filme no início de minha adolescência e lembro que chorei pacas. Na frente da minha namoradinha :) que mico!
Valeu,
Raphael

Neil disse...

Olha que engracado, estavamos conversando e comentamos o assunto e vc me intimou a vir aqui. Bom eu ainda nao vi A MILLION DOLLAR BABY ainda, mas vou ver com certeza, pois hoje choro e muito, se nao tomar cuidado comeco a ruivar. Semana passada assisti a um filme, que ainda bem nao vi sozinho, pois senao o ruivo teria rolado. O filme se chama THE NOTEBOOK and eu nao sei como se chama em portugues, mas chorei muito. Eh uma das historias de amor mais lindas que jah vi. Tambem lembro que chorei vendo FILADELFIA e UM SONHO DE LIBERDADE.

Neil disse...

Olha que engracado, estavamos conversando e comentamos o assunto e vc me intimou a vir aqui. Bom eu ainda nao vi A MILLION DOLLAR BABY , mas vou ver com certeza, pois hoje choro e muito, se nao tomar cuidado comeco a ruivar. Semana passada assisti a um filme, que ainda bem nao vi sozinho, pois senao o ruivo teria rolado. O filme se chama THE NOTEBOOK and eu nao sei como se chama em portugues, mas chorei muito. Eh uma das historias de amor mais lindas que jah vi. Tambem lembro que chorei vendo FILADELFIA e UM SONHO DE LIBERDADE.

Neil disse...

Olha que engracado, estavamos conversando e comentamos o assunto e vc me intimou a vir aqui. Bom eu ainda nao vi A MILLION DOLLAR BABY , mas vou ver com certeza, pois hoje choro e muito, se nao tomar cuidado comeco a ruivar. Semana passada assisti a um filme, que ainda bem nao vi sozinho, pois senao o ruivo teria rolado. O filme se chama THE NOTEBOOK and eu nao sei como se chama em portugues, mas chorei muito. Eh uma das historias de amor mais lindas que jah vi. Tambem lembro que chorei vendo FILADELFIA e UM SONHO DE LIBERDADE.

Anônimo disse...

Oi!
Hum..sempre me emociono em filmes...e séries.Ah,vcs veem ER?Vi recentemente.Pois é, da antiga temporada..o episodio da morte do Dr Green , que faz parte da serie desde o inicio..foi muuuuito emocionante.
Chorei e continuo chorando toda vez que vejo o filme ET.É nessa parte da morte do Et..e tem o garoto falando com ele..chorando.O engraçado é q sempre prometo a mim mesma que não vou chorar (afinal, eu já sei o q vai acontecer no filme!RSS)....mas...
Fla

Anônimo disse...

Oi!
Hum..sempre me emociono em filmes...e séries.Ah,vcs veem ER?Vi recentemente.Pois é, da antiga temporada..o episodio da morte do Dr Green , que faz parte da serie desde o inicio..foi muuuuito emocionante.
Chorei e continuo chorando toda vez que vejo o filme ET.É nessa parte da morte do Et..e tem o garoto falando com ele..chorando.O engraçado é q sempre prometo a mim mesma que não vou chorar (afinal, eu já sei o q vai acontecer no filme!RSS)....mas...
Fla

Anônimo disse...

Wagner já fez o favor de contar que me emocionei em "Menina de Ouro", mas o que ele não falou - e nem poderia - foi o meu esforço em não chorar copiosamente. Quando vou ao cinema (exceto quando estou rodeada por aqueles chatos que comem pipoca fazendo ruídos absurdos ou aqueles que batem com as pernas no seu encosto), não me sinto numa sala escura com dezenas de pessoas estranhas. Entro mesmo no clima do filme e a história retratada parece vida real. Portanto, fica muito difícil não chorar num drama. Mas das últimas vezes tenho feito esse exercício de auto-controle. Quando tenho vontade de cair no choro, penso que nada daquilo é real, que a protagonista estava belíssima na festa do Oscar, etc e tal, e seguro mais a emoção. Alguns podem contra-argumentar: Mas por que isso, Viviane? Porque, em parte pela minha história de vida, sou muito sensível a dramas com doenças e morte. Se assim não fizer, fico mal e levo aquela experiência para fora da sala de exibição. Enfim, tem dado certo. Tanto é que em "Menina de Ouro" não precisei ir ao banheiro para me recompor e depois ri e brinquei com a turma no Daniel Briand. Beijos, Vi.