terça-feira, junho 06, 2006

A burrice que surpreende

Embora eu tenha prometido não surpreender-me com mais nada nesse mundo, a burrice continua a desafiar a minha tolerância. Duas notícias, sobre uma mesma critura desprovida de massa encefálica, deixaram-me boquiaberto. Refiro-me a uma tal de Sabrina Sato, que, ontem, fiquei sabendo ser apresentadora de um programa de TV. Não sei em que canal a "pocotó" trabalha, mas, pelo que ouvi dizer, participa de um daqueles programas de pegadinhas. Ops, uma retificação. A jumenta em questão não está mais no programa. Foi despedida há alguns dias. (Há justiça divina...)
Mas não foi a demissão dela a minha segunda surpresa. (a primeira, claro, foi saber que alguém contrata uma jumenta dessa espécie para apresentar algum programa de TV. Fala sério, nem Globo Rural merece isso).
A segunda surpresa foi com a entrevista de última página que a Época desta semana traz. Adivinhe quem é a entrevistada??? Muito bem, acertou: a topeira, que, além de tudo, é uma daquelas "ex-BBB", alcunha que está virando símbolo de status entre as mentes ocas dos dias de hoje.
Gente, está de morrer de rir. Ou melhor, morrer de lamentar que a mídia abra espaço para coisas desse tipo. Mas, realmente, as respostas da "pata" são hilárias. Vocês acreditam que, ao ser questionada sobre pessoas que admira, a tapada respondeu que admira Ghandi? Não, claro que esse não é o problema. O absurdo da resposta está na razão que a bunduda aponta para sua preferência: "por pregar a passividade"!!!! O mundo gay deve estar em polvorosa!
Tem mais: ao ser perguntada sobre o que está lendo, a sabichona diz que está lendo Intermitências da Morte, de Saramago. Mas, claro, ressaltou: "é um livro muito difícil". (pra ela, até as historinhas da Turma da Mônica devem ser desafio intelectual...).
Acha que acabou? Veja essa: "gostaria de ter uma profissão estável, como bailarina". De fato, o mercado do balé, num país que não valoriza a cultura como o Brasil, mostra-se excepcionalmente atrativo, tranqüilo e, como diria a burra, estável. Tem muito mais besteirol, mas, como não vou perder mais tempo com esse ser sem cérebro, vou citar só mais uma.
Como gostaria de morrer?, pergunta a repórter. Vejam que resposta linda: "Morta por um urso-polar".
Tomara que consiga.

2 comentários:

Anônimo disse...

I'm impressed with your site, very nice graphics!
»

Anônimo disse...

I find some information here.